Dia do consagrado é celebrado na Basílica de Santo Estevão em Jerusalém

Em dois de fevereiro os consagrados de Jerusalém se reuniram na Igreja de Santo Estevão

No dia em que a Igreja celebra a Apresentação do Menino Jesus no Templo e a Jornada da Vida Consagrada foi possível contemplar em Jerusalém um verdadeiro mosaico formado por diversas expressões religiosas.

Nesta data é celebrada ainda a festa de Nossa Senhora das Candeias, assim, com velas e em procissão, os religiosos adentraram a Basílica de Santo Estevão Protomártir. A Missa foi presidida pelo prior da Comunidade Dominicana, padre Pére Martin Staszak.

Padre MARTIN STASZAK
Pior Comunidade Dominicana Convento Santo Estevão
“Penso que seja a festa do encontro, Jesus Cristo, com Maria e José e Simeão e Ana… foi um grande encontro no Templo e isso se atualiza aqui em Jerusalém onde precisamos de encontros como o de hoje… aqui existem divisões, fortes divisões, então encontros de paz, encontro entre aqueles que creem são muito importantes”.

No fim da celebração, Dom Giacinto-Boulos Marcuzzo, homenageou aqueles que oferecem toda a vida a Deus! Entre eles, irmã Emma que neste ano complete 64 anos de vida consagrada!

Irmã EMMA MICALLEF
Franciscanas Missionárias de Maria
“Eu pobre, miserável, quis ser sempre fiel … e fui tantas vezes infiel… mas hoje estou cheia de gratidão e ação de graças ao Senhor por tudo o que recebi nestes 64 anos. Agora me prepare para a última viagem na qual encontrarei e estarei com o Senhor para Sempre”.

Interessante notar que a festa celebrada nesta data tem suas raízes no Antigo Testamento e no judaísmo.

Padre RAFIC NAHRA
Vigário Comunidade de Expressão Judaica em Israel
“Quando lemos o Evangelho, vemos como o episódio é narrado, parece, no início, se tratar do rito de resgate do primogênito. Jesus era primogênito mas Ele foi ofertado a Deus. Ele é o sacerdote da nova aliança. Portanto, para ele não se fala de rito. Quando seus pais foram ao templo não o fizeram para resgatá-lo porque, na verdade, foi Ele quem resgatou o mundo”.

O biblista, Frei Manns, nos mostra uma replica do Templo de Jerusalém no tempo de Jesus e nos explica por onde a Sagrada Família passou pra se submeter a Lei de Moisés… Foi ali que Simeão e Ana se deram conta de que se cumpria a Profecia.

Fr. FRÉDÉRIC MANNS, ofm
Studium Biblicum Franciscanum
“A Tradição chama esta festa de encontro. Deus vem encontrar seu povo no Templo, de acordo com o Livro de Malaquias, que diz que quando o Messias se manifestaria, viria ao Templo. Maria que apresenta seu filho ao sacerdote, depois a Simeão e Ana é a figura da Igreja, a Igreja que tem como missão apresentar Jesus ao povo de Israel, a Israel fiel, esta é a vocação da Igreja”.

Produzido por CMC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Visite a nossa loja, veja as promoções, assine,contribua e concorra a uma viagem à Terra Santa,participe! Dispensar