Em Cafarnaum: “onde Jesus nos coloca de pé”

No dia 13 de outubro, Cafarnaum, que tem como título a “Cidade de Jesus”, foi visitada por centenas de peregrinos de todo o mundo, vindos para um dia especial de “encontros” e para celebrar a presença, a pregação e os prodígios de Jesus.

FR.FRANCESCO PATTON, OFM Custódio da Terra Santa Certamente é uma coisa muito linda ver os peregrinos chegando. Eles chegaram já no quarto século, quando a peregrina Egéria descreveu sua peregrinação aqui em Cafarnaum. Hoje espero que vindo aqui em Cafarnaum,os peregrinos de todo o mundo, possam também ter a mesma experiência que aquela mulher que foi curada por Jesus apenas tocando parte do seu manto. Espero que ao tocar esta parte do manto, que é este Santuário, sítio arqueológico, muitos peregrinos que vêm aqui, talvez como turistas, possam ao contrário encontrar Jesus e encontrar a fé.

Entre os peregrinos também o Ministro geral da Ordem dos Frades Menores, Fr. Michel Perry com seu Definitório. À tarde, Frei Francesco Patton, Custódio da Terra Santa, presidiu a liturgia que começou nas margens do Mar da Galileia para recordar os gestos realizados por Jesus. Depois de ler os textos bíblicos, a procissão seguiu para as escavações da antiga Cafarnaum. Um momento comovente e de memória dos vários relatos evangélicos que ocorreram aqui. A Eucaristia foi celebrada no santuário construído acima da casa do apóstolo Pedro; considerada uma das maiores descobertas arqueológicas feitas pelos frades franciscanos. O padre Custódio lembrou três pessoas que em Cafarnaum “foram colocadas de pé novamente por Jesus”: Simão Pedro, o pescador; o paralítico; e Levi, o publicano. Ele os coloca novamente de pé – continuou o frei Francesco – dando confiança, confiando-lhes uma missão, oferecendo perdão e cura, chamando a um resultado, isto é, um relacionamento pessoal. Durante o ofertório, cestas de frutas foram trazidas em sinal de ação de graças a Deus pelos bens recebidos na última colheita do ano. Frutas que foram distribuídas depois da bênção final.

FR.FRANCESCO PATTON, OFM Custódio da Terra Santa É certamente um lugar de encontro, e muitos não o conheciam, mas certamente na praia Ele conheceu muitas outras pessoas, não somente quando pregava do barco de Simão, mas também quando caminhava.

Para o Ministro geral da Ordem dos Frades Menores, mais uma oportunidade de encontro FR.MICHEL PERRY, OFM Ministro Geral da Ordem dos Frades Menores Esta é uma oportunidade de visitar os frades, senti-los e mostrar nossa proximidade … São 800 anos de presença, depois de São Francisco, e creio que é muito importante para a Ordem, mas não apenas, também para a Igreja. Porque neste momento a igreja está procurando os sinais positivos, de esperança, de alegria, os sinais do conhecimento de Cristo, que é o centro de tudo; da nossa vida, do mundo. Viemos aqui para acolher e acompanhar os frades, mas também para acolher o que o Senhor quer nos dizer; Ele quer nos convidar a empreender no nível de toda a Ordem Universal.

FR. VALMIR RAMOS, OFM America Latina UCLAF Cada lugar que eu vou encontro os freis que hoje estão aqui, alguns já mais idosos, outros mais jovens que chegaram a pouco tempo, todos estão dando a vida por estes lugares que no fundo significa dar a vida por Jesus mesmo, pela evangelização, pelo evangelho e de alguma forma dar o testemunho do seguimento de Jesus para o mundo inteiro.

Produzido por CMC

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Visite a nossa loja, veja as promoções, assine,contribua e concorra a uma viagem à Terra Santa,participe! Dispensar