A festa do Batismo de Jesus no Rio Jordão

No Antigo Testamento, o Rio Jordão acompanha a história de Israel e é o rio sagrado que separa a Terra prometida do deserto. No Novo Testamento, é o lugar do Batismo de Jesus. O evento celebrado no domingo após a festa da Epifania reuniu peregrinos e cristãos locais.

Ainda no meio do deserto, centenas de fiéis, provenientes das diferentes paróquias da Terra Santa, seguiram a procissão, juntamente com os franciscanos, para chegar às margens do rio.

A missa foi presidida por Fr. Francesco Patton, Custódio da Terra Santa e Homilia feita por Fr. Mario Hadchiti. Três crianças das paróquias locais foram batizadas.

Uma festa cheia de significados celebrada ás margens do Rio Jordão.

FREI ALESSANDRO CONIGLIO, ofm
Studium Biblicum Franciscanum – Jerusalém

O lugar do batismo é importante e significativo porque aqui ocorreram muitos eventos da história da salvação. Primeiro de tudo, Josué passou por por este rio para introduzir o povo de Israel na terra prometida. Aqui neste lugar Elias foi elevado ao céu no final de sua vida e o evento Jesus de Nazaré completa todas esses personagens e nos abre uma nova dimensão o que significa o novo povo da aliança dentro da verdadeira terra prometida que é o Reino dos Céus.Onde Elias entrou em uma carruagem de fogo. Para nós, este fogo é o fogo do Espirito que, junto com a água, se manifestou neste lugar como um sinal do batismo cristão que nos insere vitalmente na morte e ressurreições de Cristo nos leva ao pai.

Pe. ROGERIO ALVES GOMES
Goiânia- Brasil

Eu já estive aqui outras vezes em peregrinação e hoje também estou em peregrinação mas com esta festa linda com os franciscanos da Terra Santa para celebrar aqui este dia que Jesus é batizado e traz para todos nós a salvação. A minha mensagem do Evangelho no qual hoje se lê : Este é o meu Filho muito amado. Nós não podemos nos esquecer disso o batismo é dado a nós para sempre recordarmos que somos filhos e filhos deste Deus que veio, encarnou, viveu, morreu e ressuscitou por todos nós.

Além do grande valor histórico relatado nos textos bíblicos, o site também enfrentou muitos obstáculos até os nossos dias, o que torna a comemoração ainda mais rica.

FREI ALESSANDRO CONIGLIO, ofm
Studium Biblicum Franciscanum – Jerusalém

A primeira vez que vim ao Jordão foi em 2002, quando era apenas um lugar militar e foi concedido aos frades de poder celebrar somente na última quinta-feira de outubro. E depois progressivamente o Estado de Israel reabriu a área, também para todos os peregrinos e agora tenho a alegria de vir nesta celebração anual tão significativa. E posso também trazer os grupos em qualquer dia para rezar neste lugar sagrado que é o rio Jordão.

No dia 31 de outubro de 2018, frei Francesco Patton visitou o terreno do convento franciscano, que foi desminado.

FR. FRANCESCO PATTON, OFM
Custódio da Terra Santa

“Este sito é ligado ao Batismo de Jesus, por isso com a desminagem esperamos poder restaurar e recuperar a fim de encorajar a peregrinação a este lugar e talvez, quem sabe um dia, seja possível passar daqui também para as margens do rio na Jordânia .

E no lado da Jordânia, sexta-feira 11 de janeiro, as Igrejas Católicas celebraram a peregrinação nacional ao local do batismo de Jesus pelo 19º ano consecutivo no santuário que foi aberto no ano 2000.

Dom Pierbattista Pizzaballa, Administrador Apostólico do Patriarcado Latino de Jerusalém, presidiu a celebração. Ele convidou a todos os amigos, especialmente as igrejas em todo o mundo, para visitar a Jordânia, a Terra Santa, referindo-se ao fato de que o ano passado foi um marco notável no turismo religioso.

Produzido por CMC

Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial

Visite a nossa loja, veja as promoções, assine,contribua e concorra a uma viagem à Terra Santa,participe! Dispensar