São João no deserto: “O menino crescia e se fortalecia em espírito”

São João no deserto. O nome deriva da passagem Evangélica que narra o nascimento de João Batista: “O menino crescia e se fortalecia em espírito. Ele viveu em regiões desertas até o dia de sua manifestação a Israel (Lc 1,8).”

Local de beleza genuína, preserva a riqueza de tradições centenárias. O som da água flui incessantemente da fonte que constitui o centro do assentamento monástico.

Fr. SERGEY LOKTIONOV, ofm
Guardião São João no deserto
“Esse som vem de uma fonte chamada “Ein Qamis” e lembra a história de um eremita, propriamente traduzida significa “a fonte do eremita”.

No grande bloco de pedra, uma gruta lembra outros acontecimentos da vida de João Batista.

Fr. SERGEY LOKTIONOV, ofm
Guardião São João no deserto
“Esta é uma gruta natural que foi sendo ampliada ao longo do tempo. Diz a tradição que nesta gruta, Santa Isabel se escondeu com seu filho João, que mais tarde se tornou o Batista, da perseguição do Rei Herodes. Vemos um afresco recente, de 2004, feito por frades da Itália e representa o esconderijo de João por sua mãe Isabel.”

Na véspera da festa de São João, a campainha toca anunciando o início da celebração.

De Jerusalém, Ein Karem e arredores, chegam os fieis para participar da oração das vésperas presidida por Fr. Dobromir Jaztal, Vigário custodial, junto aos franciscanos e religiosos das comunidades locais.

Todos seguem em procissão até a gruta onde é proclamado o Evangelho de Lucas que narra a missão de João Batista, “como está escrito no livro do profeta Isaías: Voz de quem clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai os seus caminhos…”

Em sua reflexão, Fr. Dobromir Vigário, Custodial da Custódia da Terra Santa, destacou dois aspectos relativos à figura de São João e à sua missão.

Fr. DOBROMIR JASZTAL, ofm
Vigário Custodial da Custódia da Terra Santa
“Antes de tudo, o lugar, o ambiente em que desempenhou a sua missão e as pessoas a quem se dirigiu; depois, o conteúdo da mensagem que dirigiu aos seus contemporâneos, mas que continua a dirigir a cada um de nós.”

Fr. DOBROMIR JASZTAL, ofm
Vigário Custodial da Custódia da Terra Santa
“João, antes de mais nada, convida à conversão. Mostra-nos a única forma eficaz de poder dar lugar ao Senhor, de o acolher. O segundo aspecto é o que diz respeito ao conteúdo. O próprio João se torna uma voz no deserto: “preparai o caminho para o Senhor”. Este convite a preparar o caminho para o Senhor não significa fazer uma ação que facilite a passagem do Senhor ao nosso lado, mas significa comprometer-nos espiritualmente, no coração, para preparar o lugar para acolher o Senhor, para não deixá-lo passar, mas para recebê-lo dentro de nós, em nossa vida e em nossa existência.”

Frei Dobromir tem um forte vínculo com este local, situado longe da cidade. Hoje não é mais considerada uma área desértica porque ao seu redor há uma vegetação abundante. «Quem vem aqui – diz o Vigário Custodial – pode afastar-se não só do ruído da cidade mas também de todas as preocupações, dos fardos do quotidiano para se dedicar, para se abrir à escuta da palavra de Deus, ao que esta palavra quer comunicar a cada um de nós.”

No dia da solenidade, quinta-feira, 24 de junho, a missa foi celebrada na igreja da Natividade de São João Batista, no lugar indicado como casa de Zacarias. Em 1485 os franciscanos descobriram a capela da Natividade do Batista.

Na homilia, Frei Dobromir convidou todos a mergulharem no mistério da sua vida e missão: “O texto de Isaías fala-nos do sentido e da natureza da missão confiada a quem recebe do Senhor um nome, um chamado e uma revelação. Circunstâncias que se adaptam bem a São João Batista. Ele é aquele que “levará a salvação de Deus até os confins da terra e apontará Aquele que tira os pecados do mundo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial

Visite a nossa loja, veja as promoções, assine,contribua e concorra a uma viagem à Terra Santa,participe! Dispensar